A revista IT Sloan Management Review junto com a consultoria estratégica The Boston Consulting Group (com o patrocínio da SAS, soluções em software), lançou uma pesquisa sobre o negócio da sustentabilidade (The Business of Sustainability).  A pesquisa realizada através de entrevistas e estudos de caso (incluindo uma análise das estratégias de Nike, Rio Tinto, GE, Wal-Mart e Better Place), buscou responder a algumas questões críticas sobre o impacto da sustentabilidade nos negócios, como:

§  A sustentabilidade mudará o cenário competitivo? Redefinirá oportunidades e desafios das empresas? Terá um impacto substantivo nos negócios?

§  Executivos e outros stakeholders (públicos de interesse) estão preocupados com os impactos nos resultados? Que estratégias as empresas adotam para alavancar potencialidades da sustentabilidade?

Para responder a esta e outras questões foram realizadas 50 entrevistas com líderes de várias áreas e 1.500 entrevistas com executivos e gerentes do mundo todo. O documento também disponibiliza uma ferramenta de diagnóstico. Os principais resultados da pesquisa foram:

§  É consenso que as empresas terão um papel crítico nas questões referentes à sustentabilidade e 92% dos entrevistados dizem que suas empresas já estão trabalhando a questão

§  Apesar disso, a maioria dos executivos concorda que as empresas ainda não estão alavancando  as oportunidades e mitigando os riscos derivados da sustentabilidade de maneira decisiva

§  A maioria das ações parece estar limitada a  exigências regulatórias. 70% das empresas ainda não desenvolveram um caso claro para a sustentabilidade

§  Mas, há um pequeno número de empresas que estão desenvolvendo a sustentabilidade mais agressivamente. Estas empresas estão ganhando vantagem competitiva e tendo impactos positivos em seus resultados

§  Menos de 25% das empresas reduziram seu compromisso com a sustentabilidade no período da crise. Por outro lado,as indústrias automobilística e de mídia e entretenimento aumentaram este compromisso no mesmo período

§  As lideranças vêem a sustentabilidade não apenas como oportunidades para melhorar a imagem, mas como parte integral da geração de valor do negócio

§  Quanto maior o conhecimento dos entrevistados sobre sustentabilidade, melhor conseguem avaliá-la, e mais oportunidades identificam para as empresas

§  Na visão dos entrevistados, os maiores impactos da sustentabilidade são gerados por:

§  Legislações exceto para mineradoras, empresas da área de agricultura e de saneamento e distribuição de água, onde a poluição ambiental é o principal fator

§  Preocupações dos consumidores, especiamente para empresas sediadas fora dos Estados Unidos e Europa

§  Interesse dos funcionários pela sustentabilidade

A pesquisa conclui que a sustentabilidade deve tornar-se cada vez mais importante e que as empresas devem:

1.     Identificar as implicações para seus negócios, e

2.     Desenvolver novas capacidades como: operação em sistema, colaboração interna e externa, incentivo ao pensamento de longo prazo, medição de atividades, revisão de processos, modelagem financeira e de relatórios e engajamento de stakeholders (públicos de interesse)

A intenção é que o estudo torne-se anual. Certamente  uma excelente notícia e mais uma excelente ferramenta para empresas na busca do desenvolvimento sustentável.

Para saber mais leia a pesquisa completa em: http://sloanreview.mit.edu/special-report/the-business-of-sustainability/